marcador amarelo
Estatísticas das Filiadas a FIB

Cada organização enviou o cadastro preenchido e os dados gerais são aqui compartilhados através de gráficos, permitindo uma visualização geral dos serviços realizados pelas 275 organizações filiadas à Federação.

A distribuição das informações manteve a seguinte ordem:

1. Quanto à Localização das Organizações

2. Quanto às Característica dos Atendimentos

3. Quanto à Estrutura de Gestão

4. Quanto aos Serviços

  


 

1- Quanto à localização das filiadas

275 entidades filiadas

  

localização das 31 organizações

  

A FIB, ao ser fundada no ano de 1957, estabeleceu sua sede na Zona Sul do Rio de Janeiro, consequentemente iniciou a diretoria com as organizações daquela região da Cidade. Até a década de 1990 grande parte das organizações oferecia serviços de abrigamento e acolhimento
de crianças e adolescentes, modelos de atendimento reformulado com o advento do Estatuto da Criança e do Adolescente e a entrada das novas
diretrizes e parâmetros do PNAS – Plano Nacional de Assistência Social e do SUAS – Sistema Único de Assistência Social.


No início de 2002, Deise Gravina, então Superintendente do Abrigo Maria Imaculada, propagou a formação de um movimento de união das
instituições da Região do Grande Méier, estimulada pelas reuniões de “Redes de Serviços”, que naquela época eram propagadas pela CR 3.1
(Coordenadoria Regional de Assistência Social). Este movimento levou Deise à presidência da FIB, assumida em Dezembro do mesmo ano e
aumentou a entrada de organizações de outras regiões da Cidade, como está refletido no gráfico abaixo, que expõe a localização das
organizações, comprovando a grande representatividade da Zona Norte Carioca entre as filiadas a FIB.

  

localização das 22 organizações do município do Rio

 


 

2- Quanto às características dos atendimentos

“A assistência social, direito do cidadão e dever do Estado, é Política de Seguridade Social não contributiva, que provê os mínimos sociais, realizada através de um conjunto integrado de ações de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento às necessidades básicas.”
Art. 1º da Lei nº 8.742, de 07 de Dezembro de 1993.

É exatamente nas ações de “iniciativa da sociedade” que identificamos as organizações da sociedade civil e consequentemente as organizações filiadas à FIB. A maioria delas fundada antes mesmo da conquista da legislação, no que tange a garantia dos direitos socioassistenciais. Estas entidades beneficentes trabalham em prol do bem estar social, atuando diretamente com a população mais vulnerável, na área de assistência social, educação e/ou saúde. Hoje aquelas de exclusiva atuação na área de Educação ou Saúde estão vinculadas ao Ministério de Educação e ao Ministério da Saúde, respectivamente, já aquelas que atuam na Assistência Social, seja exclusivamente ou não, estão vinculadas ao Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) e são regulamentadas pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS).

  

área de atuação

  

Creches

Na história da política de atendimento à infância no Brasil, especialmente as relacionadas às crianças pobres atendidas em creches, se configurou
um projeto assistencialista por longos anos. Somente a Constituição de 1988 vislumbrou a criança como cidadã e determinou redefinições no
modelo de atendimento em creches, levando a migração do serviço para o âmbito da Educação. Mas até esta data foram as entidades beneficentes e comunitárias que assumiram a oferta de serviços de creches para atender as famílias de baixa renda.

Desta forma justifica-se o grande número de organizações que mantém creches entre a gama de serviços que põe em pratica diariamente. A maioria oferece em conjunto a creches, uma série de ações caracterizadas de Proteção Social Básica, como apoio a famílias, atividades de convivência dia e fortalecimento de vínculos, oferta de doações variadas, como alimentos e roupas. Somente a título de apresentação, neste Catálogo o serviço de creche está evidenciado junto ao de Proteção Social Básica.

São 71 organizações que mantém o serviço em creches e juntas somam 9.203 matrículas, para crianças de 0 a 4 anos incompletos.

  

71 Organizações realizam atendimento de creche

  

3- Quanto à estrutura de Gestão

Acompanhando os gráficos seguintes é possível identificar como se estrutura a gestão das entidades filiadas.

No que tange a composição de profissionais atuantes é preciso ressaltar que mais de 50% tem até 20 profissionais no seu quadro de pessoal.
E as 275 organizações juntas são capazes de empregar mais de 7.900 pessoas, considerando apenas os funcionários contratados, sem incluir as dezenas de voluntários que colaboram diariamente em inúmeras entidades.

  

Número de Profissionais nas Organizações

  

Apesar de muito se propagar a importância da participação em redes de serviços um número considerável de instituições ainda trabalha de forma
isolada e tem dificuldade em acessar parceiros, seja em razão da localização da instituição; da precariedade de recursos humanos; ou mesmo pela dificuldade em reconhecer a relevância da participação nestes espaços. É possível observar que a preocupação em atender a demanda, ou seja, o grande número de usuários que buscam pelos serviços, ocupe tempo demasiado e iniba a presença de representantes em reuniões, assembleias, fóruns e encontros, que fortalecem a troca de serviços, de informações e de um trabalho integrado em redes.
 

Participação em redes de serviçõs

   

Já no estabelecimento de parcerias, mais de 80% das organizações contam com a colaboração de pelo menos um parceiro.
As parcerias estão traduzidas em recursos físicos, recursos humanos, recursos tecnológicos e em menor escala as de recursos financeiros.

  

Declaram ter percerias

  

Identifica-se que menos de 50% das entidades executam serviços com recursos provenientes de convênios com órgãos públicos. As ações e atividades que desenvolvem contam com recursos privados, de origem em doações de pessoas físicas e/ou jurídicas, contratos de patrocínio e
pela venda de produtos e serviços.

  

Declaram ter convênios com órgãos públicos ou privados

  

Apenas 80 das 275 entidades têm veículo próprio, e 60% declaram precisar de obras de melhoria ou reforma.

  

Declaram ter automovel

Declaram precisar de obras ou melhorias

 


 

 

4- Quanto ao serviço

Serviço de Proteção Básica

Somam 49.822 usuários por ano

  

A Proteção Social Básica está centrada na prevenção de situações de risco, visando a população que vive em situação de fragilidade decorrente da pobreza, ausência de renda, acesso precário a serviços públicos ou fragilização de vínculos afetivos. Prevê o desenvolvimento de serviços, programas e projetos locais de convivência e socialização de famílias e de indivíduos.

Dos programas e projetos de Proteção Social Básica chama a atenção aquele voltado à faixa etária de 6 a 15 anos de idade, por ter o maior público atendido em conjunto pelas organizações filiadas à FIB (somam 22.644 usuários). Este serviço denominado “Convivência e Fortalecimento de Vínculos” é composto majoritariamente por ações de complementação do horário da escola, propagando a Educação Integral para crianças e adolescentes e o desenvolvimento de habilidades com atividades lúdicas, culturais e esportivas. A variedade de atividades é extensa, já que as entidades que oferecem os serviços atuam de acordo com a vocação local, o interesse e protagonismo do público atendido. Uma parte das organizações tem o esporte como mola propulsora da inclusão social e outras a cultura, com expressões na música, dança, artes plásticas, teatro, artesanato entre outras.

Estas ações trabalham a prevenção do rompimento de vínculos familiares e comunitários, atuando antes que a criança ou adolescente vislumbre a permanência ou moradia nas ruas como opção de vida. Uma proposta que no CMDCA/Rio denominou-se “Projeto Complementar”. O “Projeto Complementar” foi uma das contribuições de Deise Gravina durante as gestões que participou como conselheira no CMDCA/Rio, propagando a importância de projetos de prevenção de violação de direitos. O projeto atendeu mais de 10 mil crianças e adolescentes, atuando em uma rede de dezenas de entidades sociais, que a partir de convênios com a prefeitura, passaram a receber recursos financeiros provenientes do Fundo da Criança para desenvolver as ações.

Serviço de Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade
 

A Proteção Social Especial se classifica em dois níveis de complexidade, a média ou alta, conforme a situação vivenciada pelo indivíduo ou família. Estes serviços de natureza protetiva, são voltados para pessoas cujos direitos foram violados ou ameaçados.

  

Serviços / Números de organizações

  

O serviço de Acolhimento Institucional (abrigamento), considerado de Proteção Social Especial de Alta Complexidade, é oferecido por 27 organizações filiadas a FIB, sendo que uma delas oferece acolhimento para 2 grupos de público diferentes (crianças e idosos), alcançando então 28 serviços, somando 1.301 acolhimentos por ano, oferecidos à população do Estado do Rio de Janeiro.

  

Organizações que atendem com Acolhimento Institucional

Soma de 1.301 atendimentos por ano

  

SERVIÇO DE INTEGRAÇÃO AO MUNDO DO TRABALHO

A ideia geral dos serviços relacionados ao mundo do trabalho reflete um conjunto integrado de ações, incluindo diversas políticas, de educação,
de trabalho, de assistência social e outras que facilitem a inserção do usuário no ambiente laboral e resulte, pela ferramenta do conhecimento
e do trabalho, a promoção social.

É crescente o número de organizações que inclui serviços na esfera da integração ao mundo do trabalho. Seja na atuação com cursos profissionalizantes ou projetos de geração de renda; ou na acessibilidade de pessoas com deficiência e suas famílias, no reconhecimento de habilidades e na integração ao mundo do trabalho; ou na oferta de projetos dedicados a colocação e permanência de adolescentes e jovens no mercado de trabalho.

  

96 organizações tem serviço de integração ao mundo do trabalho

  

SERVIÇO DE ASSESSORAMENTO, DEFESA E GARANTIA DE DIREITOS

No rol de entidades que participam da FIB, mais de 50% oferecem serviços de assessoramento, defesa e garantia de direitos, a maioria em
conjunto a ações de proteção social básica e/ou especial.

É de forma contínua, permanente e planejada que as organizações de assessoramento contribuem para as políticas de assistência social, com
atividades, projetos e propostas voltadas para o fortalecimento dos movimentos sociais e de organizações de usuários, personagem central para o monitoramento e controle das políticas públicas.

E aquelas organizações consideradas de defesa e garantia de direitos, com atuação também contínua, permanente e planejada, focam suas ações na efetivação dos direitos socioassistenciais.

  

167 organizações tem serviço de assessoramento, defesa e garantia de direitos



ilustração do Projeto Mão na Massa - Mulheres na Constução Civil

Nas páginas das filiadas
apresentamos todas as entidades classificadas por ordem alfabética, contendo nome, endereço, telefone,
site e e-mail, facilitando o contato
entre as entidades, o acesso de
usuários e àqueles interessados em conhecer e ajudar as organizações.

Capa da edição do Catálogo FIB 2012
Clique e faça o download completo do
Catálogo e Entidades Filiadas FIB - 2012



ilustração dos destaques em assessoria  
imagem de separação: linha colorida
ilustração: passos num fundo azul escuro O Passo-a-passo para uma ONG
A palavra ONG não é pessoa jurídica, valendo lembrar que o Artigo 44 do Código Civil Brasileiro estabelece que são pessoas jurídicas de Direito Privado: “as asso-ciações, as sociedades, as fundações,
...  
Leia Mais...
ilustração: folha amarela sobre fundo cinza
Como obter Títulos, Registros
e certificados?
CNAS, CMDCA, Utilidade Pública Federal, CMAS, CEBAS, Estatuto, Ata, CNPJ, Alvará e outros
.
Leia Mais...

 
ilustração: mesa de reunição com uma mulher e dois homens A FIB nos conselhos
Com representação em Conselhos de Direitos a FIB garante voz ativa na elaboração de Políticas Públicas que atingem aos mais divesos públicos da Sociedade.
..
Leia Mais...
ilustração: dois livros amarelos abertos sobre fundo vermelho Fazendo um projeto social
O planejamento é uma atividade intelectual que corresponde a reflexão, decisão, ação e reflexão. Da reflexão, volta-se à reflexão, reiniciando o processo. O processo de planejamento deve ser dinâmico,
...
Leia Mais...
ilustação: silhueta de três pessoas e um ponto de interrogação sobre fundo negro Filie-se à FIB, é simples, rápido
e GRÁTIS!

Em poucos passos sua instituição passa a fazer parte da Federação de Instituições Beneficentes do Rio de Janeiro, sem mensalidade ou taxa de matrícula
.
Leia Mais...
 

imagem de separação: linha colorida

ler novamente início da página home page envie um email

Imagem de roda-pé: Gestão Deise Gravina, sede social: Rua Ana Neri, 1422 - Rocha - CEP: 20960.001   Sede Social: Av. Epitácio Pessoa, 4866
        - Lagoa - RJ - CEP: 22.471-001   Tel: (21)3147-5110  sob os dados há diversas silhuetas de pessoas estilizadas de maneira siples, cada uma de uma cor formando uma população e logo abaixo, numa tarja preta, a legenda direitos autorais reservados - FIB 2014
Este site é acessível a deficientes visuais. Acessibilidade na internet: direitos iguais para todos!

slide 1: Ilustração com diversas silhuetas de pessoas estilizadas de maneira simples, cada uma de uma cor formando uma população. a esquerda, a marca da FIB. slide 2: Foto do lado da Praça Paris - Rio de Janeiro slide 3: Foto da igreja do Outeiro da glória - Rio de Janeiro slide 4: Foto noturna da Praia do Flamengo e Enseada de Botafogo - Rio de Janeiro slide 5: Foto do Cristo Redentor - Rio de Janeiro slide 6: Foto panorâmica do centro do Rio de Janeiro slide 7: Foto panorâmica da Enseada de Botafogo com o Cristo Redentor ao fundo - Rio de Janeiro slide 8: Foto panorâmica com o pão de açúcar ao fundo e Niterói em último plano slide 9: Foto notura do centro do Rio de Janeiro Plano de fundo do site: fundo branco com um leve degradê do azul ciano claro para o branco, indo da esquerda para a direita, com letras estilo "maquina de escrever antiga" o nome da FIB - Federação de Instituições Beneficentes do Estado do Rio de Janeiro em letras vazadas brancas sobre o azul. A marca da Federação é azul marinho, com linhas formando a silhueta de duas pessoas, ao lado, um pouco abaixo das pessoas, está escrito "FIB - Federação de Instituições Beneficentes do Estado do Rio de Janeiro". tags: federação, instituições, instituição, beneficente, rio de janeiro, estado do rio de janeiro, assistência social, assistencialismo, ong, organização não governamental, serviço social, terceiro setor, 3 setor, oscip, sociedade civil, sociedade civil organizada, legislação, governo, política, políticas públicas, criança, adolescente, idoso, idosos, deficiência, deficientes, caridade, voluntário, voluntariado, lei, direito, direitos, deveres, contribição, ajuda