marcador amarelo
Roteiro para elaboração de um Projeto Social
Por Maria Cristina Salomão*

 

ítem Definição de Projeto

Segundo definição da ONU: “um projeto é um empreendimento planejado que consiste num conjunto de atividades inter-relacionadas e coordenadas, com o fim de alcançar objetivos específicos dentro dos limites de tempo e de orçamento dados”.

 


ítem Elaborar um Projeto significa

Reconhecer a necessidade de intervenção diante de um problema, analisar esta necessidade, estabelecer alternativas de intervenção, analisar as alternativas, tomar decisões frente às alternativas.
INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA A SUA INSTITUIÇÃO:



Segundo Mario da Costa Barbosa,

“O ato de planejar é uma postura dialética , onde o aqui e o agora são elementos a serem problematizados à luz de
uma análise ou discussão reflexiva, a fim de que as consequências que resultarão do planejamento possam se constituir em respostas.
Sem reflexão crítica, podemos afirmar que não há planejamento, mas atividades ou comportamento de providências, sem um comprometimento ou engajamento ideológico, apenas mera formalização ou repetição de posturas anteriores. É essa postura que vai mostrar ser cada situação uma nova situação, exigindo um posicionamento criativo, isto é não simples transposições de modelos, mas uma percepção da singularidade de cada realidade.
O compromisso ideológico é dado pela visão de homem e de realidade. Logo, a escolha de alternativas, quando tratar-se de futuro coletivo, não pode estar centralizado em uma só pessoa, mesmo porque o planejamento nessa perspectiva é atividade interprofissional e social”.

Um projeto deve responder às seguintes questões:

- Onde estou?
- Onde quero chegar?
- Como chegar lá?

 


ítem O projeto é uma construção coletiva

A participação da comunidade de trabalho e da população não pode ser entendida: como uma dádiva, como uma concessão, como algo preexistente. A participação consiste na construção em conjunto. Ela é uma conquista.
Segundo Danilo Gandin

“A construção em conjunto acontece quando o poder está com as pessoas..Todos crescem juntos, transformam a realidade, criam o novo em proveito de todos e com o trabalho coordenado.
É claro que as dificuldades para isto são muitas e vão desde a resistência dos que perderiam privilégios até a falta de metodologias adequadas, passando pela falta de compreensão e de desejo de realizar isto e pelo constrangimento exercido pelas estruturas existentes.”

 


ítem O projeto é um processo contínuo de tomada de decisões, deve-se ter clareza de:

- Qual a visão de homem?
- Qual a visão de mundo?
- Qual a visão de sociedade?

Fatores chaves para êxito de um projeto segundo Domingos Armani:

- Ter objetivos e resultados claramente definidos.
- Construir um clima de colaboração e envolvimento da equipe.
- Sempre contar com a participação de potenciais beneficiários diretos do projeto em todas as principais atividades planejadas.
- Ouvir todos os integrantes envolvidos de forma a harmonizar divergências.
- Realizar um diagnóstico consistente.

 


ítem O Diagnóstico

O diagnóstico não é neutro – ele é conduzido e estruturado pela visão político ideológica da situação problema. O diagnóstico deve promover:

- O levantamento detalhado de dados e informações que possam caracterizar as condições de vida dos potenciais beneficiários.
- A identificação das dinâmicas sócio políticas econômicas e culturais que explicam a situação problema.
- A identificação e avaliação das iniciativas similares de caráter público ou privado.
- A identificação das percepções, das experiências e das expectativas dos potenciais beneficiários em relação à problemática.
- O envolvimento genuíno dos atores sociais e institucionais relevantes no processo.
- O levantamento da bibliografia relevante sobre o tema, tanto do ponto de vista teórico quanto da análise de experiências similares.

O diagnóstico pode ser realizado através de:

- Reuniões com grupos beneficiários.
- Pesquisa documental.
- Entrevistas qualitativas com informantes chave.
- Oficinas de análise da problemática a partir dos dados e informações levantados.

 


ítem Roteiro para a fase de reflexão

Descreva a situação diante da qual pretende intervir e faça em seguida as seguintes reflexões:

- O que somos como instituição;
- O que desejamos vir a ser;
- O que é preciso fazer para chegar onde queremos;
- O que pode mudar;
- O que deve mudar;
- O que pode e deve mudar.

 


ítem Que estratégias eu preciso utilizar para realizar as mudanças?

Tente identificar na instituição os seguintes grupos:

- Os que não percebem a diferença entre o que existe e deve mudar;
- Os que não acreditam na possibilidade de mudança;
- Os que acreditam que, a partir do que existe, é possível fazer transformações e mudanças.

 


ítem Diante da realidade na qual pretende intervir, que outras informações obter?

- Relacione todas as informações que considerar importantes;
- Como vai obter as informações;
- Relacione o que já sabe sobre o tema;
- Saia dos seus limites. Visite outras instituições, conheça experiências inovadoras.

 


ítem Roteiro básico para elaboração de um projeto.

- Título do projeto.
- Sumário da proposta.
- Apresentação da instituição.
- O contexto do projeto.
- Objetivos: geral e específicos.
- Justificativa de um projeto.
- Metodologia a ser utilizada.
- Cronograma das atividades.
- Cronograma financeiro.
- Recursos humanos e materiais.
- Critérios ou sistema de acompanhamento e avaliação.
- Bibliografia utilizada.

 


ítem Construindo o objetivo, decidindo o que fazer:

- Diante do estudo realizado, que alternativas a instituição tem para intervir no problema ?
- Disponho de recursos humanos, materiais, necessito de treinamento e capacitação para a equipe?
- O prazo é suficiente?
- Trata-se de problema significativo?
- É oportuna sua abordagem no momento proposto?
- A alternativa traz uma contribuição relevante para o problema a ser abordado?
- É uma alternativa criativa, inovadora, comum, tradicional?
- É viável?
- Há coerência entre a dimensão do problema e a dimensão do projeto?

 


ítem Objetivo

Momento de tomada de decisões, a definição de objetivos tem por base:

- Os valores e a ideologia do grupo planejador.
- As características da instituição.
- O reconhecimento do problema.
- Análise diagnóstica realizada.

 


ítem Um objetivo responde sempre a pergunta: O que?

- São os objetivos estabelecidos que irão apontar a direção do trabalho.
- Podemos definir objetivo como ”resultado direto obtido através da implementação do projeto, expresso de maneira clara e precisa”.
- Os objetivos devem ser operacionalizáveis e exequíveis.

Justificativa de um projeto responde a pergunta: Por que?
A justificativa é o espaço onde você vai expor seus argumentos, articular as considerações entre as deficiências locais, suas necessidades e potencialidades.
É ela que fundamenta sua proposta, esclarecendo suas hipóteses, mostrando, em uma sequência lógica, sua importância no avanço da solução dos problemas.

- Deve esclarecer quanto à necessidade de realização do projeto.
- Apresenta os principais aspectos da questão: problematização do tema.
- Fundamenta a análise do tema a partir de um referencial teórico.
- Correlaciona as diversas variáveis da situação fazendo uma análise entre elas.
- Utiliza indicadores sociais.
- Demonstra que foram detectadas demandas e necessidades suficientes para justificar o projeto.
- Não utilize jargões. Eles demonstram que você não conhece o tema.

 


ítem Metodologia

Consiste em definir ações, responde a pergunta: COMO?

- Deve haver lógica e sequência entre as ações.
- Deve haver coerência entre as atividades previstas, os objetivos e a justificativa.
- Deve haver relação causal entre as ações previstas e o alcance dos resultados desejados.
- Deve esclarecer o nível de participação da população.

 


ítem Critério ou sistema de acompanhamento e avaliação

Deve descrever como será feita a avaliação do projeto, citando ou relacionando alguns indicadores que serão utilizados.

A auto suficiência é incompatível com o diálogo. Os homens que não têm humildade ou a perdem , não podem aproximar-se do povo. Não podem ser seus companheiros de pronúncia do mundo. Se alguém não é capaz de sentir-se e saber-se tão homem quanto os outros, é que lhe falta muito para caminhar, para chegar ao lugar de encontro com eles. Neste lugar de encontro, não há ignorantes absolutos: Há homens que, em comunhão, buscam saber mais.
Por isto é que não podemos, a não ser ingenuamente , esperar resultados positivos de um programa, seja educativo no sentido mais técnico ou de ação política, se desrespeitando a particular visão de mundo que tenha ou esteja tendo o povo, se constitui numa espécie de “invasão cultural” ainda que feita com a melhor das intenções. Mas, invasão cultural sempre.
PAULO FREIRE


* Maria Cristina Salomão Almeida é Mestre em Serviço Social pela PUC/RJ; Professora aposentada da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Assessora de Projetos Sociais.

 



ilustração dos destaques em assessoria  
imagem de separação: linha colorida
ilustração: passos num fundo azul escuro O Passo-a-passo para uma ONG
A palavra ONG não é pessoa jurídica, valendo lembrar que o Artigo 44 do Código Civil Brasileiro estabelece que são pessoas jurídicas de Direito Privado: “as asso-ciações, as sociedades, as fundações,
...  
Leia Mais...
ilustração: folha amarela sobre fundo cinza
Como obter Títulos, Registros
e certificados?
CNAS, CMDCA, Utilidade Pública Federal, CMAS, CEBAS, Estatuto, Ata, CNPJ, Alvará e outros
.
Leia Mais...

 
ilustração: mesa de reunição com uma mulher e dois homens A FIB nos conselhos
Com representação em Conselhos de Direitos a FIB garante voz ativa na elaboração de Políticas Públicas que atingem aos mais divesos públicos da Sociedade.
..
Leia Mais...
ilustração: dois livros amarelos abertos sobre fundo vermelho Fazendo um projeto social
O planejamento é uma atividade intelectual que corresponde a reflexão, decisão, ação e reflexão. Da reflexão, volta-se à reflexão, reiniciando o processo. O processo de planejamento deve ser dinâmico,
...
Leia Mais...
ilustação: silhueta de três pessoas e um ponto de interrogação sobre fundo negro Filie-se à FIB, é simples, rápido
e GRÁTIS!

Em poucos passos sua instituição passa a fazer parte da Federação de Instituições Beneficentes do Rio de Janeiro, sem mensalidade ou taxa de matrícula
.
Leia Mais...
 

imagem de separação: linha colorida

ler novamente início da página home page envie um email

Imagem de roda-pé: Gestão Deise Gravina, sede social: Rua Ana Neri, 1422 - Rocha - CEP: 20960.001   Sede Social: Av. Epitácio Pessoa, 4866
        - Lagoa - RJ - CEP: 22.471-001   Tel: (21)3147-5110  sob os dados há diversas silhuetas de pessoas estilizadas de maneira siples, cada uma de uma cor formando uma população e logo abaixo, numa tarja preta, a legenda direitos autorais reservados - FIB 2014
Este site é acessível a deficientes visuais. Acessibilidade na internet: direitos iguais para todos!

.